Hookup, Find Sex or Meet Someone Hot Now

Sweet Fantasy by Cello  

cello_niky 53M
0 posts
10/6/2020 8:04 am
Sweet Fantasy by Cello

Experimento
Não sei se esta é uma tara masculina, um fetiche ou uma fantasia gostar de ver duas mulheres fazendo sexo. Eu não sei, mas particularmente eu adoro, no entanto a mesma cena protagonizada por dois garotões não me dá qualquer sentimento, pelo contrário: eu viro a página e não quero ver. Não me agrada. Não é nada pessoal nem se trata de preconceito, simplesmente não me agrada.
Durante uma viagem a um estado vizinho minha mulher foi encoxada por uma funcionária da pousada onde ficamos. Foi um lance assim meio casual. Minha esposa não é bissexual nem lésbica, pelo contrário ela detesta mulheres que são. Como a maioria das pessoas ela afirma não ter preconceito, mas não suporta nem aceita ver duas mulheres se pegando.
Já tentei inclusive inserir uma garota em nossa relação, mas ela rejeitou a ideia com veemência. Ele sempre fala: "Não sou sapatão".
Naquele dia depois de tomarmos um vinho no bar da pousada decidimos ir para o quarto. Antes porem, eu percebi que uma morena muito bonita e bem gostosa estava nos observando. Ela trabalhava no bar e eu sabia que não era pra comigo porque mulheres assim não se sentem atraídas por mim. Assim quando subimos para o quarto ele também subiu as escadas. Eu adorei a cena.
Eu entrei no quarto e ela (minha esposa) estava fechando a porta quando a moça chegou trazendo uma garrafa de vinho. Ela estava vestida com a roupa de garçonete da pousada. A garrafa estava dentro de um balde de gelo e a moça perguntou onde colocaria. Meio atônita sem saber se tinha sido eu quem pedira a bebida ela apontou pra uma mesa de canto.
Fiquei de longe observando a cena. Minha esposa já tinha tomado umas taças de vinho comigo depois do jantar e estava um pouco alterada. A moça olhava pra ela com um olhar de desejo e ela meio sem jeito acompanhou a morena até a porta do quarto. Ali era meio estreito e na hora de sair as duas ficaram meio que apertadas na passagem. Seus peitos se tocaram e se roçaram pela falta de espaço ali e a moça lindíssima deixou seus cabelos lisos e negros caírem sobre o rosto dela. Foram apenas uns três segundos, mas foram os mais excitantes pra mim. Fiquei de pau duro ao ver a cena.
Constrangida e encabulada ela fechou a porta e me procurou no ambiente. Eu me aproximei já bem excitado e beijei o pescoço dela. Antes que ela pudesse dizer qualquer coisa eu a sufoquei com um beijo e dali em diante começamos uma sessão de caricias excitantes enquanto nossas roupas eram desprezadas no ambiente. Não deu tempo de chegar ao quarto então transamos no tapete e no sofá da sala com uma janela enorme de vidro aberta que dava para outros prédios da cidade.
Tomamos o vinho e depois ela desmaiou nos meus braços. Coloquei-a na cama e desci para o bar. A morena ainda estava lá. Ela sorriu um riso discreto, mas significativo ao me ver.
Sentei num banco no balcão e pedi uma cerveja. Ela serviu e perguntou pela minha esposa. Eu disse que ficou dormindo. Depois eu falei que adorei a cena delas duas e também expliquei o comportamento da minha esposa quanto ao que se passou. Ela disse que entendia, mas que já tinha conquistado mulheres assim antes. Disse também que ficou muito excitada e desejando tê-la na cama. Eu concordei que ela realmente provoca esse tipo de desejo nos outros, mas que seria difícil ela aceitar tal empreitada.
- Nada é impossível, não acha?
- Claro (concordei) E mais, fique a vontade pra tentar. Eu ficaria feliz em destravar ela para esse nível, mesmo que eu não faça parte da transa.
- Não, não! (disse ela sorrindo) - mulheres como a sua ficam mais a vontade quando seu homem está participando... você vai dar pra ela aquilo que eu não posso dar do mesmo jeito. Então eu sugiro que se isso acontecer, ou quando acontecer você esteja por perto pra garantir o prazer total dela.
- Nossa. Isso é muito excitante... eu mal posso esperar.
Dia seguinte tudo normal. Saímos para passear, almoçamos em um restaurante na praia e passamos o dia todo fora da pousada. Ela não tocou no assunto sobre o ocorrido na noite anterior. Eu até pensei que ela não lembrava por causa do vinho. Mas, depois ela falou:
- Você viu o que aquela moça do hotel fez ontem no nosso apartamento?
- Sim, eu vi... e daí?
- Eu fiquei tão nervosa. Ela quase passou os peitos na minha cara... (risos) depois você me pegou com tanta fúria. Qual a relação?
- Eu fiquei excitado "Muuuito excitado" com a cena. Pensei que ela ia te comer e meu pau ficou duríssimo. (Risos)
- Eu sei que isso te excita.
- Ô! Cê nem imagina o quanto.
- Eu fiquei meio com nojo, mas ao mesmo tempo subiu um calor... eu não sou sapatão.
- Eu sei. Não se trata disso. É apenas uma forma de sentir prazer.
- Quer dizer que você concorda?
- Não se trata de concordar e sim de aceitar como mais uma forma de amor.
- Você deixaria outra pessoa tocar em mim?
- Outro homem não... nunca, mas outra mulher sim.
Ela me olhou nos olhos por uns instantes demonstrando duvida e ao mesmo tempo desejo.
- Essa conversa está me deixando constrangida. Que tal mudar de assunto?
- Tudo bem, mas saiba que eu não me importaria se isso acontecesse e se você quiser falar disso mais tarde a gente fala.
O resto do dia passou normal sem novidades. Chegando no hotel já a noite fomos dormir. Nem passamos no bar, ela evitou. Talvez estivesse envergonhada ou coisa assim.
Notei que ela estava inquieta e eu sabia que o assunto ainda estava reverberando em sua cabeça, então eu lancei uma proposta:
- Meu amor. sei que um milhão de dúvidas estão pairando sobre sua cabeça. Vamos tomar um vinho, relaxar e depois vamos fazer uma brincadeirinha erótica. Você topa.
- Estou tão nervosa...
Não se preocupe, quando formos pra o quarto você vai adorar as coisas que comprei num sexy shop pra gente se divertir. Mais tarde depois de tomar banhos e jantar ficamos no apartamento. Ela vestiu a lingerie que eu comprei e depois de umas taças de vinho fomos par o quarto. A morena já estava a postos para entrar em cena na hora certa. Coloquei nela uma mascara às cegas e comecei a acariciar seu corpo. A morena entrou sorrateiramente no quarto vestindo um roupão. Ao deixar o roupão cair eu vislumbrei seu corpo perfeito, delicioso que me deu vontade de comer. No entanto, não era esse o combinado. O alvo era minha mulher que estava deitada de cinta liga e sem calcinha. A morena iniciou uma sessão de carícias na minha mulher que percebeu não ser eu, mas resistiu. Não se mexeu e se deixou acariciar pela morena. Enquanto ela deslizava as mãos, os cabelos, os peitos e o próprio corpo sobre ela enquanto eu acariciava minha mulher do jeito que eu sempre fazia. Ela entrou num êxtase de prazer e se entregou completamente a isso. Ela já conseguia afagar os cabelos longos da morena em meio aos gemidos e sussurros das duas. Meu pau estava latejando muito ao ponto de doer. Eu me afastei um pouco e enquanto a bela morena explorava e desfrutava do corpo da minha esposa eu me masturbei observando a cena. Foi a gozada mais excitante que eu já dei. O jato do esperma saltou longe. Eu fui até o banheiro pra me recompor enquanto a morena encoxava deliciosamente a minha deliciosa esposa. Eu me senti num paraíso. Então chegou o momento esperado em que entrei no meio das duas oferecendo meu pau que foi quase que engolido pela minha mulher que gozava na língua da morena. No ápice da excitação minha mulher saltou sobre mim arrancando a máscara e se enfiando na minha rola. A morena continuou acariciando ela que por sua vez já não se importava com sua presença. Eu botei minha mão na vulva da morena que não se importou com o gesto e permitiu que eu a masturbasse enquanto ela ajudava a minha esposa gozar aos gritos e sussurros. Foi uma gozada fantástica que tivemos. Minha esposa rolou pro lado enfiando a cara nos travesseiros, talvez com timidez. A morena me olhou com quem esperava algo e eu não neguei. Permiti que ela cavalgasse sobre mim e descarregasse seu prazer acumulado na minha pica ainda encharcada pelo gozo da minha esposa que também pareceu não se importar, afinal era justo que a morena também sentisse prazer. Depois dessa gozada ela se vestiu e foi embora. Fiquei deitado com minha esposa esperando ela despertar pra ouvir o que ela iria dizer.


Become a member to create a blog